CERVICALGIA – Dor no Pescoço tem cura com Quiropraxia!

Cervicalgia

A Cervicalgia, popularmente conhecido como dor no pescoço, ou dor na coluna cervical, é tão comum entre as pessoas em proporção que se assemelha a dor nas costas.

Fatalmente cerca de 70% da população, em dado momento de suas vidas, vivenciarão a dor cervical. E, desse montante, praticamente uma quarta parte será atingida por uma dor cervical crônica, com uma tendência um pouco maior para as mulheres do que para os homens.

Cervicalgia - Regiões da Coluna Vertebral

Regiões da Coluna Vertebral

A sobrecarga, intencional ou não nos músculos do pescoço pode acabar tensionando os nervos e diminuindo o fluxo de sangue na região, e isso causa muito dor, que se ramifica para os ombros, os braços, a nuca e até ocasionando fortes dores de cabeça.

As dores cervicais podem ser insidiosas, mas esporadicamente tem início de maneira repentina. De modo geral, a cervicalgia está relacionada com: longos períodos em posições desconfortáveis e forçadas; com movimentos indelicados e repentinos do pescoço; com traumas; ou até mesmo alterações da articulação têmporo-mandibular.

As causas da cervicalgia

Devido a grande mobilidade, a região do pescoço (cervical), depende de um bom suporte muscular para poder mantê-lo totalmente estável, o que deixa os músculos com uma probabilidade maior de contrair determinadas lesões.

Por conta disso, podemos citar a desordem mecânica, a má postura, e fatores ergonômicos que geram alterações e compensações musculares, além do excesso de carregamento de peso pelos membros superiores, como as principais causas da cervicalgia, que resulta muita dor e causa rigidez no pescoço.

Cervicalgia Gráfico

Gráfico 1

Incidência de sintomas osteomusculares em funcionários de uma instituição de ensino.

Essa dor pode resultar em perda de produtividade no desempenhar das suas funções, seja qual for a área de atuação, mas principalmente, aqueles que necessitam de esforço físico.

Entre outras causas das dores no pescoço podemos ainda citar:

  • Hérnias de disco cervical – fissuras no anel fibroso, causadas por uma distribuição errônea de carga na coluna, que pode causar mielopatia (compressão da medula) e radiculopatia (compressão de uma raiz nervosa cervical);
  • Estenose cervical – estreitamento do canal espinhal que abriga a medula;
  • Doença degenerativa discal – que é quando acontece a desidratação irregular dos discos vertebrais;
  • Lesão em chicote – causado geralmente por movimentos bruscos na cervical, de extensão extrema ou uma flexão de um membro acima de sua capacidade;
  • Eventuais infecções, tumores e fraturas que acometem a região cervical.

Os benefícios da Quiropraxia para tratar as dores na região cervical

A Quiropraxia é muito indicada, pois age diretamente na musculatura esquelética, promovendo o alongamento da cápsula articular, com a manobra direta na articulação, desta forma é possível:

  • Aumentar a flexibilidade articular;
  • Relaxar a musculatura da região;
  • Alinhar as vértebras abaixo do fluxo da dor, principalmente na coluna cervical.

E o auge do tratamento da Quiropraxia para a dor na cervical ou região atrás do pescoço (próximo a nuca) é o alívio instantâneo da dor, e é isso o que mais importa nos casos agudos de desconforto.

Os pacientes com fortes dores no pescoço devem ser encaminhados para um exame feito por um quiropraxista experiente, que analisará a situação e poderá determinará se a cervicalgia crônica cura com sua metodologia, ou se necessitará de complementos para o tratamento, a fim de obter resultados satisfatórios.

Esse profissional tem a capacidade de sanar os problemas cervicais sem a necessidade de processos invasivos. Também são tidos como essenciais para a prevenção desse tipo de patologia. Em caso extremo, saberão indicar como proceder e qual especialista procurar.

Quais são os principais motivos que levam as pessoas a desenvolverem dores na região cervical (atrás do pescoço) ?

Quando os nossos músculos sofrem contrações involuntárias e atípicas na região do pescoço, com traumas, muito tempo na mesma posição e até mesmo quando o estresse toma grandes proporções, acompanhada ou não de estiramentos, mas com dor intensa, temos o caso típico de Cervicalgia.

A intensidade e limitações variam muito entre os pacientes, alguns com algum desconforto nos movimentos, mas outros com dor intensa que impossibilita realizar tarefas simples do dia a dia como mudar a direção do olhar, e até mesmo tomar um banho.

Entre os principais motivos estão: a postura inadequada, ou quando permanecemos longos momentos com o pescoço na mesma posição. Além disso, alguns hábitos como ler na cama sem um encosto adequado, ou mesmo dormir sem um travesseiro de qualidade, acabam aumentando a probabilidade de dor no pescoço.

As dores da coluna cervical surgem das vértebras cervicais e podem se espalhar para a cabeça, para o pescoço, para as pernas, para os braços, para as mãos e para as costas, e ainda, muito provavelmente, ser seguido por náuseas, tonturas, dores de cabeça, sensação de fraqueza, dormência e até formigamento.

Celulares – um mal necessário nos dias de hoje!

Será mesmo?

Cervicalgia

Mas também existem os fatores que desenvolvem a cervicalgia, como os citados acima nas causas, e o desalinhamento da coluna vertebral.

 

Os principais sintomas da cervicalgia

Alguns sintomas da cervicalgia são evidentes, tais como:

  • A mobilidade do pescoço, que fica comprometida, por estar rígido;
  • A diminuição da amplitude nos movimentos da coluna cervical;
  • Dormência nos braços e pescoço;
  • Fraqueza muscular, juntamente com uma sensação de peso nos ombros e nas costas;
  • Espasmos musculares;
  • Dores iniciadas na nuca e irradia para a região supraescapular e couro cabeludo;
  • Perda de equilíbrio; e
  • Zumbidos nos ouvidos.

Há ainda outros sinais frequentes, como a palpação da musculatura do pescoço que costuma ocasionar dor, assim como na região dos ombros. Dor leve e indícios de cansaço também podem ser sinais de cervicalgia.

Mas quando o problema toma proporções maiores, toda a saúde da pessoa pode vir a se comprometer, pois as dores tendem a ficar crônicas e constantes, e pode ocorrer a dependência total de medicamentos.

Se a cervicalgia não for tratada em tempo hábil, as complicações tendem a aumentar até com dificuldades na marcha e para escrever, além disso, há casos em que se percebe:

  • Alterações na linguagem;
  • Dores de cabeça;
  • Enjôos;
  • Febre;
  • Excesso de suor à noite.

Há relatos de casos graves em que cervicalgia se manifesta e está relacionada até mesmo aos sintomas da meningite e infecções incomuns no sistema nervoso.

Enfim, não é isso que irá acontecer se procurar um Quiropraxista para agir na prevenção e alinhamento da coluna cervical e vertebral.

Dica para se livrar de dores no pescoço

Abaixo segue 4 passos para acabar com a dor no pescoço, ou, ao menos, amenizar a dor até procurar a ajuda de um Quiropraxista:

  1. Faça compressa de água quente no pescoço, isso faz com que a circulação sanguínea aumente relaxe os músculos.
  2. Faça massagem no pescoço depois da compressa. Com a supervisão do seu médico ou farmacêutico, poderá utilizar pomadas analgésicas e anti-inflamatórias, isso vai ajudar a aliviar a dor e a inflamação.
  3. Faça alongamento no pescoço, pois refresca a sensação de dor e diminui a tensão dos músculos do pescoço.
  4. Com a orientação de um médico ou farmacêutico você também poderá fazer uso um relaxante muscular por via oral.

Não se esqueça que todos os medicamentos devem ser usados somente sob orientação do seu médico ou do farmacêutico.

Abaixo segue um link de um vídeo que ensina exercícios de alongamento para o pescoço:

https://www.youtube.com/embed/0R7OC4N5oD4

Nota: Esse vídeo não é de autoria do blog ou da clínica.

 

Evite a Cervicalgia ou Dor Cervical com a Quiropraxia e bons hábitos

Prevenir as dores no pescoço com ações simples, mas que fazem a diferença como, por exemplo:

  • Dormir com a cabeça alinhada a coluna;
  • Evitar dormir de bruços, pois isto leva a grande pressão no pescoço;
  • Cama e travesseiros devem estar de acordo com o peso e anatomia da pessoa.

Mas também durante o dia observe e reserve momentos para dar atenção a sua coluna cervical, como fazer pausas para alongar e mexer o pescoço, se você trabalha muito tempo no computador.

No carro, um encosto de cabeça ajustado, serve de apoio para relaxar o pescoço e enquanto dirige, principalmente nas viagens longas.

Faça consultas preventivas ao Quiropraxista, pois as manobras com as mãos, manipulam e alinham sua coluna vertebral e colocam as vértebras na posição ideal para o bom funcionamento de todo o corpo, o tratamento com Quiropraxia é natural, eficiente e não invasivo.

Procure a opinião de um especialista

Para evitar qualquer possibilidade de adquirir novas lesões, é primordial uma boa avaliação e diagnóstico correto de um Quiropata sobre o problema. Na clínica de Quiropraxia em Salvador, Vertebrale Clínica da Coluna, a Dra. Ada Marques, com especialidade em coluna vertebral, realiza o diagnóstico e prescreve o tratamento para a cervicalgia, principalmente com foco na solução do seu problema.

Recorrer ao uso de analgésicos e anti-inflamatórios é camuflar o problema, e isso é inadmissível, pois em longo prazo as dores e a lesão na cervical tendem a se agravar, caso a causa da disfunção não seja diagnosticada e tratada. Quanto mais cedo o paciente recorrer a ajuda de profissional especializado, mais rápido será o tempo de recuperação e até mesmo, cura da disfunção.

Marque sua consulta pelo nosso telefone 71 3102-0202 ou pelo WhatsApp 71 9 9678-9696. Conheça o nosso trabalho e encontre a solução para tratamento da cervicalgia.

Theme design by eClass
Click aqui e tire suas Dúvidas